PT | EN

2. Fonografia

Struggle & Protest Songs é uma categoria musical no catálogo on-line da Smithsonian Folkways (SF), uma editora discográfica do Smithsonian Institute, EUA, fundada em 1987 com a aquisição do legado de Moses Asch integrado na sua editora Folkways Records (1949-1996). A SF foca-se no apoio à diversidade cultural, à educação e à promoção do conhecimento entre diferentes povos através do som. Quase todas as gravações produzidas na Folkways e nas outras editoras discográficas estão disponíveis como serviço público. Desde 1987 a Smithsonian tem incluído outras editoras discográficas independentes (a Paredon – fundada por Barbara Dane e Irwin Silber que produziram discos de nueva canción da América Latina e de canções livres de Angola entre outros, a Collector, a colecção UNESCO de Música Tradicional, e a Arhoolie) que produziram música de luta e protesto para a Folkways original. A discográfica tem um catálogo longo (c.3000 álbuns e mais de 40,000 faixas), numa ampla variedade musical. É possível aceder à lista dos álbuns, e descarregá-los. Esta categoria conta com mais de 200 títulos (1940-2016). A maior parte das gravações foi produzida nos EUA, mas algumas são provenientes de outras partes do mundo: Reino Unido e América Latina principalmente. Nesta lista encontram-se nomes de cantores e cantautores como Pete Seeger, com as suas notas próprias, Woody Guthrie, Barbara Dane, Bernice Johnson Reagon, Phil Ochs ou Joe Glazer, entre outros. Uma parte destes títulos testemunha momentos históricos e envolvimento político de diferentes grupos sociais em diferentes países. A SF paga os custos de produção e de direitos aos artistas e aos compositores, não recebendo subvenções do estado. No seu website é possível ouvir excertos curtos das faixas e descarregar os textos de todas as canções, e consultar a revista que tem publicado artigos sobre música de protesto, planos de aulas para educadores e vídeos gratuitos.

Pedro Mendes e Anthony Seeger


Apresentação Introdução Prólogo 1 2 3 4 5 6 7 Notas Biográficas